Facebook recebe críticas sobre função de reconhecimento facial

O Facebook disponibilizou para milhões de usuários, a função de reconhecimento facial em fotos, ferramenta que só estava habilitada nos EUA, desde o final do ano passado. Após o usuário carregar novas imagens, o algoritmo irá comparar as faces com outras fotos já “tagueadas” anteriormente.

A nova funcionalidade gerou algumas críticas sobre privacidade da rede, como a do Graham Cluley do “The Telegraph”, empresa britânica de segurança online Sophos. “Mais uma vez, parece que o Facebook está a erodir a privacidade online dos seus utilizadores de forma furtiva”, diz.

“Muitas pessoas sentem-se muito desconfortáveis em relação ao facto de um site como o Facebook poder saber como é que elas se parecem e usar essa informação sem a sua permissão”, acrescentou Graham Cluley.

Os usuários que não querem ter seu nome associado diretamente a fotos, devem alterar as configurações de privacidade, entrando na opção “Personalizar configurações”, descer até a opção “Sugerir fotos minhas a amigos”, clicar em “Editar configurações”, selecionar a opção “Desativado” e clicar em “OK”.

A rede social se encontra freqüentemente envolvida em inúmeras polémicas relacionadas com a privacidade de seus usúários, uma vez que é política da empresa pôr em marcha funções deste género em regime de opt-out e não de opt-in, como reclama a maioria dos peritos em segurança.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *